Antônio Paim: ‘O estudo pioneiro de Faoro’

11-08-2017

 

 

Antônio Paim, professor e historiador

 

Jurista de grande nomeada, Raymundo Faoro (1925/2003) chegou a ser presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entre 1977 e 1979 e membro da Academia Brasileira de Letras. O grande mérito de seu estudo pioneiro consiste em haver chamado a atenção para a importância da tradição cultural no adequado entendimento do processo histórico e, ao mesmo tempo, em ter recorrido à inspiração de Max Weber, abandonando as fantasiosas análises de cunho positivista-marxista que se haviam tornado a nota dominante. Tendo, desde então, alcançado merecida fortuna o tema do Estado brasileiro como Estado Patrimonial, no amplo debate que se instaurou no país, as flagrantes imperfeições de sua proposição foram superadas.

As mais relevantes consistiam, primeiro, na suposição da permanência do caráter tributário na caracterização do patrimonialismo português, traço que desapareceu com as reformas pombalinas, conforme apontado por Ricardo Lobo Torres. E, a segunda, do fato de não haver apontado a sua base social, amplamente caracterizada por Simon Schwartzman. Sem esse entendimento, tornava-se inexplicável o sucesso eleitoral das agremiações que transformaram o Estado em patrimônio pessoal. E, sobretudo, a resistência do Congresso em efetivar reforma política que nos proporcione a efetiva modernização do Estado brasileiro.

Referências bibliográficas

FAORO, Raymundo. Os donos do poder. Formação do patronato político
brasileiro (1975). Porto alegre, Globo, 3ª edição, 2001

MOOG, Viana. Bandeirantes e Pioneiros. Paralelo entre duas civilizações.
Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 15ª edição, 1985

PAIM, Antonio. (Organizador). Pombal na cultura brasileira. Rio de
Janeiro, Tempo Brasileiro, 1982
——————-A querela do estatismo. Ri de Janeiro, Tempo Brasileiro, 2ª
ed., 1994

SCHWARTZMAN, Simon. São Paulo e o Estado Nacional. São Paulo e o
Estado Nacional. Difel, 1975
———————–Corporativism and Patrimonialism In the seventies. In
Authoritarianism and cororativism in Latin American politics.
University of Pittsburg Press, 1976

TORRES, Ricardo Lobo. A ideia de liberdade no Estado Patrimonial e no
Estado Fiscal. Rio de Janeiro, Renovar, 1991

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *