1. Home
  2. >
  3. Não deixe de ler
  4. >
  5. Indústrias e médicos disputam futuro dos...

Indústrias e médicos disputam futuro dos transplantes fecais

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

CURIOSIDADE

Cultura de bactérias fecais em tubos de ensaio

 

Uma nova guerra está sendo travada nos tratamentos de saúde, com centenas de milhões de dólares em jogo e milhares de vidas na balança. A batalha das companhias farmacêuticas contra médicos e grupos de defesa de pacientes está sendo travada sobre a mais improvável das substâncias, o excremento humano, informa o New York Times em reportagem de Andrew Jacobs – leia aqui a íntegra.

A luta é sobre o futuro dos transplantes de microbiota fecal (FMT na sigla em inglês), tratamento revolucionário que se mostrou incrivelmente eficaz no combate à Clostridioides difficile, uma infecção bacteriana debilitante que atinge 500 mil americanos por ano e mata 30 mil.

A terapia transfere matéria fecal de doadores saudáveis para o intestino de pessoas doentes, restaurando o funcionamento benéfico da comunidade de micróbios intestinais que foi dizimada por antibióticos. Os cientistas veem potencial no uso desses organismos para tratar doenças como diabetes e câncer.

No centro da controvérsia está uma questão de classificação: a microbiota fecal que cura C. diff é uma droga, ou é mais como órgãos, tecidos e produtos do sangue que são transferidos de pessoas saudáveis para tratar as doentes?

  Publicações

  Para pensar