1. Home
  2. >
  3. Não deixe de ler
  4. >
  5. Na Europa, Uber é obrigado a...

Na Europa, Uber é obrigado a recuar

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

polêmica

Foto: Fernanda Carvalho

Na Alemanha, próprio sistema legal ajudou a inviabilizar a operação do Uber. Foto: Fernanda Carvalho

 

Embora venha sendo encarado por muitos como responsável por uma revolução no sistema de transporte de passageiros em grandes centros urbanos, o Uber não tem apenas histórias de sucesso para contar. Reportagem do jornalista Mark Scott, do New York Times, mostra que, em algumas cidades da Alemanha, e também em Amsterdã, na Holanda, a empresa enfrenta problemas aparentemente insolúveis, tendo inclusive desistido de continuar investindo em algumas delas.

Em tradução publicada no site do jornal O Estado de S. Paulo, a matéria mostra que, no começo de novembro passado, o Uber fechou seu pequeno escritório no centro de Frankfurt após apenas 18 meses de operação, desativando a plataforma online que permitia que as pessoas pedissem transporte por meio de um aplicativo no celular. Na mesma ocasião, saiu também de Hamburgo e Dusseldorf.

O recuo foi estimulado em parte por motoristas como Hasan Kurt, dono de um negócio licenciado de táxis em Frankfurt, que se recusou a trabalhar com o serviço americano. Além disso, o próprio sistema legal alemão ajudou a inviabilizar a operação.

A saída do Uber de Frankfurt é apenas um dos recuos da empresa – hoje avaliada em US$ 62,5 bilhões – em toda a Europa nos últimos meses.

Assinantes do Estadão podem ter acesso à reportagem clicando aqui.​

  0 Comentários

  Publicações

  Para pensar