Cada vez mais russos sentem saudade da União Soviética

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

CURIOSIDADE

De acordo com a pesquisa, 66% dos cidadãos russos se declaram “arrependidos” da dissolução.

 

Os russos estão cada vez mais saudosos dos tempos da União Soviética. O número de cidadãos que lamentam o colapso da URSS atingiu seu recorde na última década, de acordo com uma pesquisa do Centro Levada, informa a edição brasileira do El País em reportagem de María R. Sahuquillo. No total, 66% dos cidadãos russos se declaram “arrependidos” da dissolução. No ano passado, a mesma pesquisa apontou que 58% sentiam de alguma forma saudade da URSS. Por muitos anos o número não ultrapassou 60%. Sociólogos e analistas apontam que a reforma do sistema de aposentadorias – que eleva a idade de se aposentar – e o medo da instabilidade econômica estão por trás do aumento dos que sentem nostalgia de um sistema que desmoronou há 27 anos.

A destruição de um sistema econômico único é a principal razão para essa nostalgia (52% dos entrevistados), também a perda de um sentido de pertencer a uma grande potência (36%) e o crescimento da desconfiança mútua (31%), segundo a pesquisa. O próprio presidente russo, Vladimir Putin, já chegou a dizer que a queda da URSS foi a maior catástrofe do século XX. Leia aqui a íntegra da reportagem.

  Publicações

  Para pensar