1. Home
  2. >
  3. Notícias
  4. >
  5. Jovem estuda cadernos do Espaço Democrático...

Jovem estuda cadernos do Espaço Democrático para evento na ONU

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

FORMAÇÃO

Em 2018, Mateus Girardi participou de uma simulação de conferência da ONU na FACAMP, na cidade de Campinas

 

Os cadernos temáticos produzidos pelo Espaço Democrático — fundação do PSD para estudos e formação política — foram usados como fontes de consulta pelo adolescente Mateus Lodde Girardi, de 16 anos, durante a preparação para a Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas, que ocorre nesta sexta-feira (12) em Nova York, nos Estados Unidos. Promovido pelo Departamento de Comunicação Global da Organização das Nações Unidas (ONU), o evento reunirá jovens de 15 a 24 anos e especialistas, que apresentarão contribuições para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) em áreas como aquecimento global, saúde, educação, justiça social e meio ambiente.

“Usarei os cadernos para aumentar meu repertório intelectual e discutir com outras pessoas sobre projetos para o Brasil, bem como entender diferentes pontos de vista”, afirma o jovem, aluno do segundo ano do Ensino Médio do Colégio Paulo Freire–Anglo Paulínia, no interior paulista. Foi na escola que ele teve acesso a informações sobre a iniciativa da ONU. Dedicado aos estudos e dono de uma inteligência acima da média, Mateus foi aprovado para o vestibular de Matemática da Unesp no ano passado.
Ele explica que a proposta da Cúpula da Juventude é transformar as simulações de conferências promovidas pela ONU em comunidades que atuem para transformações sociais no âmbito local. Atualmente, a Organização estima que 400 mil estudantes em todo o mundo participam dessas simulações, conhecidas como Modelos das Nações Unidas (MUN).

Dedicado aos estudos e dotado de uma inteligência acima da média, Mateus foi aprovado para o vestibular de Matemática da Unesp no ano passado

Há estudantes em todos os níveis de ensino, do Fundamental ao Superior. Mateus participou de uma simulação de conferência realizada em setembro de 2018 no campus da FACAMP (Faculdades de Campinas), instituição parceira do evento.

“Para participar da simulação você escolhe o comitê em que quer discutir. Eu escolhi o comitê de Armas Nucleares e fui sorteado para representar o Japão. Antes de começar o evento, temos que enviar um texto chamado position paper para os organizadores, que resume a posição do seu país naquele tema. Meu texto foi escolhido como o melhor do meu comitê, o que me deixou muito realizado e mais interessado ainda em simulações”, explica Mateus.

Empolgado com a experiência e interessado em aprofundar seus conhecimentos, o adolescente fez a inscrição para o evento nos Estados Unidos e foi selecionado. Na Cúpula da Juventude, acompanhará workshops e palestras sobre projetos de impacto social ministradas por profissionais da ONU e participantes de simulações em todo o mundo.

Mateus conta que os temas relacionados ao setor educacional e à economia são os que mais despertam o seu interesse. “Acredito na educação e acho que o Brasil precisa de uma mudança profunda no nosso modelo educacional. Defendo um Estado mais enxuto, como menos impostos e com igualdade de oportunidades”, destaca o jovem.

  Publicações

  Para pensar