1. Home
  2. >
  3. Notícias
  4. >
  5. Livro do Espaço Democrático é lançado...

Livro do Espaço Democrático é lançado no MS

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

INTERPRETAÇÕES DO BRASIL

 

O economista Luiz Alberto Machado e o presidente do Corecon-MS, Thales de Souza Campos.

 

A mais recente publicação do Espaço Democrático – a fundação para estudos e formação política do PSD -, o livro “Interpretações do Brasil – Tradicionais e novas abordagens históricas, econômicas e diplomáticas”, foi lançado em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, nesta segunda-feira (11).

O economista Luiz Alberto Machado, organizador da obra ao lado do sociólogo Tulio Kahn, fez uma sessão de autógrafos na sede do Conselho Regional de Economia do Estado, que acaba de ser inaugurado.

“Interpretações do Brasil”… reúne textos de colaboradores do Espaço Democrático e pretende favorecer a compreensão dos caminhos que conduziram o Brasil àquilo que é nos dias de hoje. O livro, editado pela Scriptum Editorial, é dividido em quatro capítulos. Cada tema é apresentado por meio de artigos analíticos, com as próprias referências bibliográficas, das quais as mais relevantes são brevemente resenhadas pela equipe de colaboradores do Espaço Democrático.

No primeiro capítulo, “Antologias”, são examinadas duas obras que tratam da formação histórica do Brasil, nas quais seus autores, Bernardo Ricupero e Antonio Paim, examinam as principais obras dos mais reconhecidos intérpretes da realidade brasileira.

O segundo, “Principais correntes de interpretação”, focaliza algumas das mais destacadas linhas de interpretação da história econômica e da economia brasileira, tais como a visão cronológica ou factual, a cíclica, a visão marxista, a patrimonialista e a visão dependentista.

O terceiro, “Os debates mais relevantes”, tem por foco três discussões que, em determinados momentos, polarizaram as discussões a respeito da economia brasileira e de suas políticas econômicas: “monetaristas versus estruturalistas”; “ortodoxia versus heterodoxia”; e “desenvolvimentistas versus ?????????”. Foram debates que se constituíram na principal base das discussões que se travavam ao longo do ciclo inflacionário iniciado na década de 1960 e se estendeu até meados da década de 1990, quando os índices de inflação apresentaram redução consistente graças aos bons resultados alcançados pelo Plano Real.

No quarto e último capítulo, “Interpretações mais recentes”, são expostas três das mais relevantes contribuições surgidas nas últimas décadas às interpretações do Brasil: as contribuições do professor Jorge Viana Monteiro, do embaixador Rubens Ricupero e do escritor Jorge Caldeira.

A maior parte dos textos é de autoria de Luiz Alberto Machado, mas o livro traz importantes colaborações de Rubens Figueiredo, Tulio Kahn, Helio Michelini Pellaes Neto e Roberto Macedo. Tanto a versão física do livro quanto a digital – leia on-line ou faça o download aqui – tem distribuição gratuita.

  Publicações

  Para pensar