1. Home
  2. >
  3. Notícias
  4. >
  5. Xi Jinping é o homem mais...

Xi Jinping é o homem mais poderoso do mundo, aponta Forbes

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

CURIOSIDADE

Xi Jinping: culto à personalidade não era visto desde Mao Tsé-Tung.

 

 

O presidentes da China, Xi Jinping, desbancou o russo Vladmir Putin na lista anual dos homens mais poderosos do mundo elaborada pela revista Forbes. Xi encabeça a relação pela primeira vez depois que o Congresso da China alterou a Constituição do país, em março último, o que expandiu sua influência e eliminou o limite de mandatos. Segundo observadores, ele desfruta de um culto à personalidade que não era visto desde Mao Tsé-Tung.

Na lista de 2018, divulgada pela Forbes, Putin, que ocupou o primeiro lugar nos quatro anos anteriores, aparece em segundo lugar. Após um ano no governo, o presidente dos EUA, Donald Trump, caiu para o 3º lugar.

A quarta pessoa mais poderosa do mundo, de acordo com a Forbes, é também a mulher mais poderosa: Angela Merkel, chanceler da Alemanha. Na prática, líder da Europa, Merkel venceu uma eleição difícil em 2017 e criou uma “grande coalizão” com parceiros políticos.

Na lista da revista americana há 17 novos nomes, incluindo Mohammed Bin Salman Al Saud – que aparece em oitavo lugar –, príncipe herdeiro da Arábia Saudita. Seu pai permanece como rei, mas ele vem tomando controle do país. Em novembro de 2017, lançou uma “campanha anticorrupção” que fez com que muitos sauditas importantes fossem presos e forçados a devolver suas fortunas. Outros novos membros são Jerome H. Powell (11º), presidente do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, Darren Woods (34º), CEO da Exxon Mobil, Moon Jae-in (54º), presidente da Coreia do Su, e Robert Mueller (72º), conselheiro especial do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O único brasileiro na nova lista é o presidente Michel Temer, que ocupa a 50ª posição.

O ranking anual das pessoas mais poderosas do mundo considera centenas de candidatos, que são avaliados em quatro áreas principais: sobre quantas pessoas eles têm poder; quanto dinheiro controlam; se o seu poder abrange uma variedade de regiões, setores da economia ou aspectos da vida; e em que medida usam ativamente o poder que detêm. Um time de editores da Forbes, então, vota em quem entra na lista final, que reúne 75 nomes: um para cada 100 milhões de pessoas.

  0 Comentários

  Publicações

  Para pensar