Pesquisar

tempo de leitura: 3 min salvar no browser

{ ARTIGO }

Guardiola como treinador de educação financeira

O economista Roberto Macedo destaca dicas do ex-jogador e atual técnico de futebol ao falar sobre o bom gerenciamento das finanças pessoais

 

 

Roberto Macedo, economista e colaborador do Espaço Democrático

 

Como treinador de futebol, Josep ou Pep Guardiola é hoje um dos mais famosos do mundo, atuando no Manchester City, da Inglaterra, um dos times mais ricos e premiados do âmbito futebolístico, cujo dono é o bilionário xeque Mansour bin Zayed Al Nahyan, dos Emirados Árabes.

Segundo a Wikipédia – e ele está lá –, Guardiola “…é frequentemente considerado como o melhor técnico da atualidade e como um dos maiores técnicos de todos os tempos. Foi finalista do prêmio de melhor treinador do mundo pela FIFA por 5 vezes desde 2010, quando o prêmio surgiu. Mas ganhou apenas uma vez, em 2011.”

Ainda que sem tanto destaque, Guardiola também foi jogador e, segundo a mesma fonte, “…passou a maior parte da sua carreira no Barcelona, ganhando a primeira Liga dos Campeões da União Européia (UEFA), da história do clube e conquistando o tetracampeonato consecutivo do Campeonato Espanhol. Pela Seleção Espanhola, disputou a Copa do Mundo de 1994 e a Eurocopa de 2000.”

Mas não foi no mundo do futebol que Pep Guardiola chamou minha atenção bem recentemente. Foi mais no meu lado profissional, onde atuo como economista e com interesse especial em educação financeira e finanças pessoais. Soube que ele se apresentaria no dia 26/8/21 num grande evento da financeira brasileira XP, com ampla participação de personalidades nacionais e internacionais, onde falaria sobre futebol, e também sobre como ganhar dinheiro.

No dia seguinte, o jornal O Estado de S. Paulo resumiu o que ele disse, em reportagem do jornalista Alexandre Calai, intitulada “O que Pep Guardiola sabe sobre dinheiro”. Ele repetiu recomendações triviais de gente do ramo, como “… descobrir uma coisa em que você realmente é bom, dedique-se a ela, trabalhe muito, seja o melhor que conseguir. Não acredite que é possível viver sem esforço. E resultados, com certeza, virão.”

Alexandre Calais chamou isso de “chavão”, mas reconhece que deu certo para Guardiola, enfatizando que seu salário no Manchester United é estimado em R$10 milhões por mês, mas não oficialmente divulgado.

Quanto ao que fazia com toda essa dinheirama, Guardiola recomendou: “Cerque-se de boas pessoas, de confiança, que o ajudem de verdade…” e no caso dos investimentos, “não acredite em qualquer coisa, em qualquer um.” Calais resumiu assim: “É bem duro ganhar dinheiro, mas também é preciso esforço para não perdê-lo”. Pep abordou também seu trabalho como treinador, falando em gerenciamento de equipe, um termo do mundo corporativo, que envolve muitos aspectos.

Assim, no plano das finanças pessoais, Guardiola falou genericamente de aspectos que são triviais quando é examinada a vida financeira de pessoas bem sucedidas. Aí, a maior dificuldade, para quem começa, é a de escolher caminhos, o que deve ser feito com muitíssimos cuidados, e tendo a percepção, como disse o filósofo Ortega y Gasset, de que a pessoa é ela e as circunstâncias, que podem ser ou não favoráveis ao longo do tempo, sendo que a combinação do esforço pessoal com elas só excepcionalmente produzem um sucesso como o de Guardiola. Mas essas circunstâncias não podem ser consideradas como dadas. É preciso buscar as boas, e reagir no sentido de mudá-las ou escapar delas, se forem más.

Os caminhos são vários. Para o cidadão comum, no meio em que atuo ele deve buscar uma boa educação e correr atrás das boas circunstâncias ou oportunidades. Mas há outros caminhos, como o dos esportes, o mundo artístico e o empreendedorismo em geral. Quanto a este, hoje é considerado indispensável em qualquer atividade, mesmo no caso de empregados, com a pessoa se tornando um empreendedor de si mesmo, o chamado autoempreendedorismo.

Escrever essas coisas é fácil, e volto a Guardiola: “… descubra uma coisa em que você realmente é bom, dedique-se a ela, trabalhe muito, seja o melhor que conseguir. Não acredite que é possível viver sem esforço. E resultados, com certeza, virão.” E, para complicar as coisas, eles nem sempre virão. E se não vierem, não desista. Procure melhorar, você mesmo e as circunstâncias que o rodeiam.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!