Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ NÃO DEIXE DE LER }

Água da chuva é imprópria para beber em qualquer parte do mundo, diz pesquisa

Os perfluoroalquilados podem ser encontrados em embalagens, panelas antiaderentes e cosméticos, entre outros produtos

 

 

Texto: Estação do Autor com Um Só Planeta/globo

Edição: Scriptum

 

Nem a água da chuva escapa da poluição no planeta. Substâncias usadas amplamente pela indústria, os perfluoroalquilados podem ser encontrados em embalagens, panelas antiaderentes e cosméticos, entre outros produtos. Chamados de “químicos eternos”, acabam se alojando na água do mar, no solo, na atmosfera e ali permanecem indefinidamente. Pesquisadores alertam que eles podem causar câncer e infertilidade.

Pesquisa conjunta entre universidades da Suécia e da Suíça monitora há uma década a presença destes compostos no meio ambiente. A conclusão é que eles estão em toda parte, e concentrados em um nível perigoso. A presença dessas substâncias químicas na atmosfera permite dizer que a água da chuva não pode ser considerada potável em nenhum lugar do mundo.

Reportagem de Marco Britto para o site Um Só Planeta mostra os resultados nocivos para a saúde do planeta causados pelos “químicos eternos”. “Com base nas últimas diretrizes norte-americanas para PFOA na água potável, a água da chuva em todos os lugares seria considerada insegura para beber.” A afirmação é do principal autor do estudo e professor do Departamento de Ciências Ambientais da Universidade de Estocolmo Ian Cousins ao jornal britânico The Independent.

Essas substâncias químicas vêm permanecendo no planeta em um ciclo que passa da água do mar para a atmosfera através do spray gerado pelas ondas marinhas, afirmam os cientistas, e depois retorna com as precipitações. A contaminação da água da chuva gera preocupações principalmente para povoados que ficam longe de serviços de empresas de saneamento e do fornecimento de água potável.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!