Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ NÃO DEIXE DE LER }

‘Millennials’ perceberam que a meritocracia não existe, não importa o quanto você se esforce

Livro de Anne Helen Petersen analisa, entre outras questões, porque eles esta geração se sente tão cansada

O último livre de Anne Helen Petersen tem o sugestivo nome de ‘Não aguento mais não aguentar mais’

 

 

Anne Helen Petersen é uma das repórteres mais intuitivas e que melhor entenderam a sociologia e a cultura da internet nos últimos 15 anos. Em seu último livro, com o sugestivo nome de ‘Não aguento mais não aguentar mais’ analisa, entre outras questões, porque a geração ‘Millennials’ se sente tão cansada.

Tudo começou em 2019, quando explodiu um texto de Petersen sobre a incapacidade de cumprir afazeres simples, como ir ao sapateiro, marcar hora no dentista etc. Seu ensaio “Como os millennials se tornaram a geração do ‘burnout’”, foi lido por mais de 7 milhões de leitores em inglês e por outros milhões ao ser traduzido para diversos idiomas. Em entrevista concedida à Noelia Ramírez, para o El País, Petersen fala sobre a versão ampliada do artigo que se transformou em livro de sucesso.

A autora tem consciência de que nossos antepassados sofreram com guerras, doenças e trabalho físico muito intenso. Portanto, na visão deles, a atual geração não tem nem ideia de como isto foi duro; e que agora seja muito mais fácil.

Petersen não nega que a vida seja atualmente muito menos árdua em diversos aspectos, mas a vê também mais complicada. Ela explica que hoje existem muitos fatores de pressão sobre os indivíduos. Entre eles, o consumo massacrante de notícias e a representação da própria vida não só no trabalho, mas também nas redes sociais.

Nem a meditação, nem tampouco uma máscara de autocuidado são a salvação. É urgente uma reforma estrutural do sistema. Usar menos o Instagram pode aliviar de certa forma, mas precisamos de mais que isso. Um dos pontos é pensar o trabalho de forma coletiva, para então conseguir as mudanças necessárias, conclui Petersen.

 

Leia entrevista na íntegra no El País (para assinantes)


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!