O misterioso uruguaio que trouxe a vacina contra a tuberculose ao Brasil

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

NÃO DEIXE DE LER

O médico Albert Calmette e o veterinário Camille Guérin levaram 13 anos até chegar à fórmula final de uma vacina.

Apesar do cientista uruguaio Julio Elvio Moreau ter sido um dos homens mais importantes para a saúde pública brasileira, ninguém sabe onde e quando ele nasceu, nem tampouco a data e local de sua morte. Não há sequer uma foto, mesmo tendo sido ele o responsável por trazer ao Brasil as primeiras culturas de bactérias para a fabricação da vacina BCG, que nos protege até hoje contra a tuberculose. A vacina acaba de completar um século de existência.

Embora a tuberculose seja conhecida há mais de 9 mil anos, o agente causador da doença só foi identificado no século 19. Em 1882, o médico alemão Robert Koch publicou os primeiros trabalhos, demonstrando que a bactéria Mycobacterium tuberculosis estava por trás da enfermidade.

reportagem de André Biernath, para o site BBC News Brasil, conta a verdadeira epopeia para trazer ao Brasil o que se transformaria no imunizante BCG.

Na virada do século 20, dois cientistas que trabalhavam no Instituto Pasteur, da França, resolveram mudar esse cenário. O médico Albert Calmette e o veterinário Camille Guérin levaram 13 anos até chegar à fórmula final de uma vacina. O sonho da dupla virou realidade há cem anos, em 1921.

Nos anos seguintes, Calmette e Guérin resolveram distribuir seu invento para institutos de pesquisa em várias partes do mundo. Julio Elvio Moreau entra em cena em 1925 se responsabilizando por trazer o imunizante para a América do Sul.

O médico Luiz Roberto Castello Branco, diretor científico da Fundação Ataulpho de Paiva, diz que as informações a respeito deste importante personagem e sua passagem pelo Brasil já foram procuradas por Historiadores da Casa de Oswaldo Cruz, sem alcançar muito sucesso.

O que se sabe é que o cientista saiu da França, pegou um navio, cruzou o Atlântico e desembarcou no Rio de Janeiro. O que Castello Branco pode imaginar são as enormes dificuldades que Moreau enfrentou durante a viagem intercontinental para que sua preciosa carga não estragasse no meio do caminho.

  Publicações

  Para pensar