ONU alerta para o impacto da pandemia na saúde mental de jovens

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

NÃO DEIXE DE LER

 

 

 

 

A pandemia agravou um problema que vem preocupando muito a sociedade: o estado psicológico de crianças e adolescentes. Agora, mais do que nunca, precisamos falar sobre um assunto delicado: a saúde mental de jovens.

Reportagem da revista alemã DW destaca um relatório do Unicef indicando que uma em cada sete pessoas entre 10 e 19 anos no mundo sofre com distúrbios mentais. A agência da ONU alerta que as restrições da pandemia de coronavírus provocaram sérios efeitos que serão perceptíveis ao longo de muitos anos.

Segundo a diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore, as consequências da covid-19 para o estado psicológico de crianças e adolescentes são apenas a ponta do iceberg, muitas já sofriam de estresse psicológico antes da pandemia.

O Unicef alerta que o silêncio sobre as doenças mentais deve ser quebrado, e ao mesmo tempo pede que governos e os setores privado e público protejam a saúde mental de crianças e jovens com ações e investimentos.

Uma nova análise da London School of Economics and Political Science, incluída no relatório, revela que as perdas econômicas decorrentes de perturbações mentais que levam à deficiência ou à morte entre os jovens são estimadas em quase 335 bilhões de euros.

  Publicações

  Para pensar