Os 5 lugares da América Latina eleitos patrimônio da humanidade

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

NÃO DEIXE DE LER

Sítio Burle Marx tem uma área de 400 mil metros quadrados localizado em Guaratiba, no Rio de Janeiro.

 

 

A UNESCO declarou 33 novos locais como patrimônio mundial. Cinco são na América Latina e um deles no Brasil. Trata-se do Sítio Burle Marx, uma área de 400 mil metros quadrados localizado em Guaratiba, no Rio de Janeiro. Ali Burle Marx pintava seus quadros, reunia coleções de artes e suas 3,5 mil espécies de plantas. O brasileiro desenvolveu um estilo que influenciou paisagistas ao redor de todo o mundo.

A Unesco escolheu os locais recém-adicionados por seu significado cultural, histórico ou científico. Com a nova inclusão, o Brasil passa a ter 23 bens inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, registro dos bens considerados como portadores de valor universal excepcional para a cultura da humanidade.

Conheça na reportagem publicada no BBC News os lugares do nosso continente transformados em Patrimônio Mundial.

Além do Sítio Burle Marx, no Brasil, a Igreja de Atlântida (também conhecida como Igreja do Cristo Obrero), no Uruguai; o Complexo Arqueoastronômico de Chankillo, no Peru, o Assentamento e a Mumificação Artificial da Cultura Chinchorro, na região de Arica e Parinacota, no Chile e o Conjunto Franciscano do Mosteiro e a Catedral da Nossa Senhora da Assunção de Tlaxcala, no México. De acordo com a UNESCO, esses bens são portadores de valor universal excepcional para a cultura da humanidade.

  Publicações

  Para pensar