Serrana, ‘capital da vacina’ do Brasil, já faz planos

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

NÃO DEIXE DE LER

 

 

Todos os moradores com mais de 18 anos tiveram direito à vacina.       Foto: Toni Pires

 

Dias melhores virão. Para Serrana, cidade de quase 46.000 habitantes do interior paulista, isso não deve demorar. A cidade abrigou o Projeto S, piloto de imunização em massa do Instituto Butantan, que garante a vacinação para quase 100% dos adultos no município. Lá já é possível sonhar com festas, abraços e negócios.

Hoje, Serrana já vive um feito que para a maioria dos municípios brasileiros ainda é um sonho: 97,7% de sua população adulta está imunizada contra o coronavírus. Reportagem de Beatriz Jucá para o site El País conta como está a vida e a expectativa na “capital da vacina” brasileira. Num país afogado pela tragédia da pandemia, Serrana se converteu numa ilha de esperança.

O projeto piloto do Instituto Butantan procura entender qual a capacidade da vacina Coronavac, a mais aplicada no País, para minimizar a pandemia em um cenário real.

Por enquanto, a cidade mantém medidas restritivas como funcionamento do comércio em horário determinado com ocupação reduzida, mas espera ser pioneira na reabertura econômica quando os resultados da pesquisa da vacinação começarem a sair, em maio.

Serrana sentiu com força a chegada da pandemia em abril do ano passado, quando teve o primeiro surto em uma casa de idosos. As autoridades sanitárias locais realizaram um inquérito sorológico para entender o quanto o vírus já havia avançado e se depararam com uma taxa de prevalência bastante alta: 5% da população testada aleatoriamente já havia sido infectada enquanto o percentual no Estado era de 2%. A má notícia, porém, abriu uma porta para a ciência: uma cidade pequena com alta incidência de casos, capacidade de pesquisa e suporte científico por sediar um hospital estadual era o laboratório perfeito para a pesquisa secreta almejada pelo Instituto Butantan.

Embora ainda não haja informações concretas sobre os efeitos da imunização em larga escada na cidade, profissionais de saúde e gestores relatam melhora em alguns indicadores. Nos últimos 20 dias, apenas um serranense foi intubado na cidade pela covid-19, segundo a Prefeitura.

  Publicações

  Para pensar