Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ NÃO DEIXE DE LER }

Total de brasileiros na Irlanda quintuplicou em seis anos

Além da facilidade de encontrar emprego legal e se regularizar, o mercado de trabalho vive um momento de prosperidade

Os brasileiros, que em 2016 eram 13,6 mil, hoje chegam a 70 mil.

 

Texto: Estação do Autor com BBC News Brasil

Edição: Scriptum

 

Cada vez mais brasileiros migram para a Irlanda. Além da facilidade que os recém-chegados têm de encontrar emprego legal e se regularizar, o mercado de trabalho vive um momento de prosperidade. Outro atrativo são as diversas ofertas de cursos de inglês. Assim, a Irlanda, com pouco mais de cinco milhões de habitantes, virou uma espécie de ímã para quem procura uma vida melhor fora de seu país de origem. Os brasileiros, que em 2016 eram 13,6 mil, hoje, de acordo com estimativas feitas pela Embaixada do Brasil em Dublin, chegam a 70 mil.

A reportagem de Julia Braun para o site BBC News Brasil relata um pouco o cotidiano dessas pessoas que, com a perspectiva de bons salários, abandonaram o país. Muitos dos que foram apenas cursar inglês e regressaram ao Brasil ao término dos estudos já estão de volta à Irlanda.

Mesmo brasileiros de família europeia, que têm nacionalidade e passaporte europeu, têm escolhido a Irlanda como alternativa aos destinos mais tradicionais. Vinte e cinco por cento dos portugueses e italianos que vivem hoje no país são também brasileiros, segundo dados da Embaixada brasileira.

A advogada Úrsula Perugini especializada em emissão de cidadania italiana viveu por quatro anos e meio na Irlanda. É de lá que vêm boa parte de seus clientes. Segundo ela, no Brasil, muitos que tiravam a cidadania para permanecer na Itália ou morar em Portugal têm preferido a Irlanda como destino final.

Apesar do crescimento da comunidade brasileira que levou inclusive à abertura de restaurantes, mercados e lojas que vendem produtos típicos, as dificuldades também existem. A maior delas se refere à moradia. Um problema que atinge, além dos imigrantes, também os irlandeses. Quem chega à ilha pode demorar meses para se estabelecer de forma confortável. Os valores dos aluguéis são altos e entre os estrangeiros a solução tem sido a locação em conjunto. Ainda assim, não é fácil encontrar vagas. Não é raro encontrar intercambistas que chegam a dividir quartos com seis pessoas ou mais.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!