A Internet em nossas vidas, agora e no futuro

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

DIÁLOGOS NO ESPAÇO DEMOCRÁTICO

 

A disseminação de fake news pela Internet é um dos graves problemas da sociedade moderna, mas é preciso cuidado para que as soluções encontradas não sejam piores que os problemas que elas pretendem evitar. O alerta é do cientista da computação Demi Getschko, um dos pioneiros da Internet no Brasil. Em entrevista ao programa Diálogos no Espaço Democrático, produzido pela TV da fundação do PSD e disponível no Youtube, ele afirma que “estamos tentando bloquear a propagação de notícias falsas agindo no meio e este não é o caminho: não vamos impedir que uma fake news chegue pelos Correios, pedindo ao Correio que impeça”, diz.

Getschko, que há 25 anos é conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e há 15 diretor-presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) – órgão que implementa decisões e projetos do CGI – foi entrevistado pelo sociólogo Tulio Kahn e pelos jornalistas Sérgio Rondino e Eduardo Mattos.

Em meia-hora de conversa tratou de vários temas relevantes sobre a Internet no momento: além das fake news e o projeto de lei para controlá-las – que já passou pelo Senado e será votado agora na Câmara –, a dependência das pessoas da Internet, inteligência artificial, a desigualdade revelada pelo fato de 25% da população brasileira não ter acesso à rede e a marca de 4,5 milhões de domínios .br que o Brasil acaba de alcançar.

  Publicações

  Para pensar