Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ PALESTRA }

Congresso precisa ter parlamentares especialistas em ciência e tecnologia

Físico Luís Vieira, pesquisador do INPE e pré-candidato do PSD à Câmara Federal, fez palestra na fundação

Luís Vieira, pré-candidato do PSD à Câmara Federal

 

Redação: Scriptum

O físico Luís Vieira disse nesta terça-feira (26), em palestra na reunião semanal do Espaço Democrático, a fundação de estudos e formação política do PSD, que o Congresso brasileiro precisa aumentar, nas próximas eleições, o número de parlamentares especialistas em questões da ciência e tecnologia. Segundo ele, assim o País poderá dedicar atenção especial a temas de grande importância econômica e social.

Pesquisador da Divisão de Heliofísica, Ciências Planetárias e Aeronomia do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Vieira citou como um desses projetos de interesse para o País o desenvolvimento do Galileo Solar Space Telescope (GSST), satélite geoestacionário para estudo do Sol. “Ele ajudará a entender o impacto das explosões solares sobre as várias atividades humanas no planeta”, diz.

Em sua palestra, Vieira destacou que as atividades sociais e econômicas contemporâneas são altamente dependentes de sistemas tecnológicos e grande parte deles utiliza modelos baseados em plataformas espaciais, como o GPS, sensoriamento remoto e comunicações. Mas esta tecnologia é fortemente afetada pelas explosões solares. Ele citou alguns episódios provocados pela atividade solar. “Em 1989, por exemplo, houve uma queda no fornecimento de energia elétrica no Canadá e em parte dos Estados Unidos provocada pelo Sol”, lembrou. “E em fevereiro deste ano 40 satélites lançados pela Starlink, empresa do bilionário americano Elon Musk, foram derrubados por uma tempestade geomagnética e fritados na queda pela atmosfera”.

Participaram da palestra do Espaço Democrático o superintendente da fundação, João Francisco Aprá; o gestor público e consultor em saúde Januario Montone; os economistas Roberto Macedo e Luiz Alberto Machado; o sociólogo Tulio Kahn; os cientistas políticos Rogério Schmitt e Rubens Figueiredo; a secretária nacional do PSD Mulher, Ivani Boscolo, o gestor público Junior Dourado; e os jornalistas Sérgio Rondino, coordenador de comunicação do Espaço Democrático, e Eduardo Mattos.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!