Pesquisar

tempo de leitura: 4 min salvar no browser

{ PARTIDO FORTE }

Espaço Democrático reúne lideranças em Sergipe

Evento que visa a fortalecer os quadros partidários no País foi o segundo em menos de 20 dias

Realizado na Assembleia Legislativa de Sergipe, encontro teve a participação de alguns dos principais dirigentes do partido em nível nacional

 

O Espaço Democrático – a fundação para estudos e formação política do PSD – reuniu centenas de filiados e simpatizantes do partido nesta sexta-feira (29), em Aracaju, para seu segundo encontro regional – o primeiro foi realizado na primeira quinzena deste mês em Teresina, no Piauí. O objetivo desses encontros, segundo o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, “é discutir e consolidar as propostas do partido para o País, de forma integrada com os Estados, além de fortalecer os quadros do PSD no Estado”. Neste sentido, os eventos reforçam as ações da fundação para a formação e qualificação política das lideranças.

O encontro de Aracaju, realizado na Assembleia Legislativa de Sergipe, teve a participação de alguns dos principais dirigentes do partido em nível nacional: além de Kassab, o coordenador de Relações Políticas do Espaço Democrático, Raimundo Colombo, o coordenador de Relações Institucionais da fundação, Vilmar Rocha, e a coordenadora nacional do PSD Mulher e secretária do Conselho Curador da fundação, Alda Marco Antonio. Também estiveram presentes importantes lideranças regionais, casos do governador do Estado, Belivaldo Chagas, do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD-SE) e do deputado estadual e presidente do diretório local, Jefferson Andrade.

“Vamos realizar encontros como este em todo o País”, destacou Kassab. “Já fizemos em Teresina e agora aqui em Aracaju. É importante que o partido se fortaleça para ter boas candidaturas para prefeito no próximo ano”.

Governador Belivaldo Chagas previu que há forte tendência de crescimento do partido

O governador Belivaldo Chagas elogiou a iniciativa da Fundação Espaço Democrático e previu que há forte tendência de crescimento do partido. “Quero agradecer o empenho de nossos líderes nacionais e dizer que nos próximos meses o PSD vai crescer muito em nosso Estado”.

O deputado federal Fábio Mitidieri lembrou o respeito que a sigla sempre demonstrou em relação às opiniões de seus filiados. “O PSD é um partido em que todo mundo tem um senso de responsabilidade coletiva, sem abrir mão de suas crenças individuais. Foi assim que aprendi a fazer política.”

Coordenador de Formação Política da Fundação Espaço Democrático, o ex-governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, falou em sua palestra sobre o papel dos partidos no fortalecimento da democracia. Ele destacou a importância do contato direto das lideranças com a população, para que possam ouvir as demandas sociais. “Política não é um negócio, é você se disponibilizar exatamente para ajudar quem mais precisa”, definiu.

Em sua fala, o coordenador de Relações Institucionais da fundação, Vilmar Rocha, destacou a importância de dar musculatura ao PSD diante do cenário partidário. “Todo mundo pede uma reforma política, mas ela vem sendo feita, aos poucos, e uma das principais mudanças introduzidas na legislação foi a da cláusula de barreira”, disse. Ele lembrou que 12 partidos não atingiram o limite mínimo de votos na última eleição e com isto perderam importantes benefícios legais, como o tempo de televisão. E o filtro aumentará: “Em 2026, a cláusula de barreira será de 2,5% e em 2030, de 3%; isto significa que teremos entre sete e dez partidos no País, vai acabar esta coisa de mais de 30 agremiações”.

Alda Marco Antonio defendeu maior participação feminina na política

Coordenadora nacional do PSD Mulher, a ex-vice-prefeita de São Paulo Alda Marco Antonio falou sobre o empenho do partido, por meio do núcleo que dirige, para aumentar a participação feminina na política. “Não é fácil ser mulher e política, ter mandato”, disse. “A nossa luta é para facilitar o acesso da mulher porque é um grande prejuízo para a sociedade não ter o ponto de vista feminino na tomada das decisões”. Alda defendeu o estabelecimento de cotas de eleitas nos parlamentos: “Acabou de passar na Argentina, por que não aqui?”, perguntou. “Na história da humanidade, as mulheres sempre tiveram que lutar muito para alcançar suas conquistas. Eu quero fazer um apelo aos homens de Sergipe: se suas mulheres tiverem vocação e quiserem ser candidatas, mais do que permitir, ajudem”.

O consultor jurídico do PSD, Thiago Bovério, abordou em sua fala as mudanças na legislação eleitoral e as perspectivas para as sucessões municipais em 2020. “Até a última eleição, a gente tinha uma ideia do cenário com filiações que se davam um ano antes. Esta será a primeira eleição com um prazo mais curto para as filiações, de seis meses. É uma mudança muito importante.”


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!