Pesquisar

tempo de leitura: 4 min salvar no browser

{ homenagem }

O legado de um guardião das boas causas

Senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) homenageia Kassabinho, defensor das pessoas com deficiência no ABC paulista, que faleceu no último sábado. “Ser humano que valorizava cada segundo da vida e fazia dela uma alavanca de boas causas”

 

 

 

Mara Gabrilli, senadora por São Paulo, escreveu este artigo a convite de Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD. “A Mara é minha amiga e a maior autoridade em acessibilidade e inclusão no Brasil. Considero suas palavras sobre meu primo e suas ações em defesa da inclusão e da acessibilidade, a maior homenagem que poderia fazer neste momento de tanta tristeza pela morte do nosso querido Luís Carlos. Obrigado, Mara”, afirma Gilberto Kassab.

 

“Aos 26 anos, quando sofri um acidente de carro e fiquei tetraplégica, saí de São Paulo, cidade na qual já morava há algum tempo, e fui para São Bernardo do Campo, município do ABC paulista. Ali descobri uma nova Mara, mais atenta às barreiras enfrentadas pelas pessoas com deficiência. Foi no ABC também onde tive gratas surpresas. Conhecer o Kassabinho foi uma delas.

Formado em Direito, ele conhecia as dificuldades que as pessoas com deficiência enfrentavam, inclusive para ter acesso à educação. Sua deficiência congênita, que acarretou na má formação das pernas, o levou para uma cadeira de rodas. Mas diferentemente do que muita gente pensa, a cadeira o levou mais longe, inclusive nas águas, quando foi vice-campeão brasileiro de natação. Por trás de sua aparência frágil, Kassabinho era um guerreiro, um atleta disciplinado, um bravo amigo e parceiro, sempre disposto a ajudar.

 

 

Kassabinho foi membro da primeira Secretaria da Pessoa com Deficiência de São Caetano do Sul, também no ABC, e colaborou para incluir a pauta da pessoa com deficiência na gestão do município.

O que a cidade pode fazer a favor das pessoas? Calçadas planas, acessíveis e seguras? As escolas podem ser inclusivas para todos os alunos? A comunicação é feita para qualquer cidadão, inclusive àqueles que não ouvem e não enxergam? E a oferta de transporte público, hospitais e lazer? Atenderá a todos como deve? Muitas dessas demandas e reflexões foram levantadas por ele ao longo desses anos que atuou por um ABC mais inclusivo, humano e acessível.

Presidente da Comissão da pessoa com deficiência da OAB de São Bernardo, estava sempre disposto a ajudar com orientações a respeito de direitos. Palestrante, dividia com muita gente seu conhecimento e história de vida. Era uma alma inquieta e generosa. Dividia saberes e acreditava em um futuro melhor para os municípios do ABC, com políticas públicas trabalhadas de forma transversal, com a pessoa com deficiência permeando todas as áreas.

 

 

Sempre atento aos problemas das cidades, era o atual coordenador do (GT) Grupo de Trabalho Pessoa com Deficiência, do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. Formado em 1990, a entidade é composta pelos municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. No GT, atuou em temas urgentes como saúde, acessibilidade, reabilitação, mobilidade e geração de trabalho e renda para a população com deficiência.

Tenho muita gratidão por todo o trabalho que nosso Kassabinho desenvolveu no ABC paulista. Tenho a certeza de que seus esforços contribuíram para melhorar a vida de muita gente.

 

Daqui, continuarei sua eterna admiradora. O que ficará em minha memória, além de toda sua atuação pela inclusão no ABC, será sua força e vontade de viver. Poucos dias antes de partir, pudemos nos encontrar no hospital. Presenciei a energia que ainda emanava de seus olhos. Essa é a imagem que ficará dele em minha mente e coração: a de um ser humano que sabia valorizar cada segundo da vida e fazer dela uma alavanca de boas causas.”

Mara Gabrilli, 53 anos, publicitária, psicóloga e senadora pelo PSDB-SP

Aos 26 anos, sofreu um acidente e perdeu todos os movimentos do pescoço para baixo. Desde então, decidiu que nunca mais pararia de se mexer. Em 1997 fundou o Instituto Mara Gabrilli, organização que promove projetos esportivos, culturais e presta atendimento em comunidades carentes de São Paulo e outras capitais. Em sua trajetória política, foi secretária municipal de São Paulo, vereadora – a mais votada da capital paulista – e deputada Federal por dois mandatos consecutivos. Em uma conquista inédita para o país, em 2018, foi eleita para integrar o Comitê dos Direitos das Pessoas com Deficiência na ONU.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!