Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ DIÁLOGOS NO ESPAÇO DEMOCRÁTICO }

Pandemia expõe a São Paulo que poucos conhecem

Entrevistado no programa Diálogos no Espaço Democrático, Andrea Matarazzo, pré-candidato a prefeito pelo PSD, mostra que a maior cidade do País tem carências em todas as áreas

 

 

 

A pandemia do coronavírus revelou uma São Paulo que poucos conheciam, a cidade real, na qual não só faltam leitos de terapia intensiva nos hospitais públicos, mas onde 3 milhões de pessoas não tem saneamento básico e não é possível oferecer um serviço eficiente de ensino à distância porque a qualidade da internet é sofrível nas periferias pobres. Este retrato foi desenhado pelo pré-candidato do PSD à Prefeitura de São Paulo, Andrea Matarazzo, em mais um programa da série Diálogos no Espaço Democrático, produzido pela TV da fundação do partido e disponibilizado no canal de Youtube do Espaço Democrático.

Dono de vasto currículo público – é ex-secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, ex-vereador em São Paulo, ex-ministro das Comunicações no governo de Fernando Henrique Cardoso, ex-secretário estadual da Cultura e ex-embaixador do Brasil na Itália – Matarazzo foi entrevistado pelo ex-secretário municipal de Saúde de São Paulo, Januario Montone, pelo sociólogo Tulio Kahn e pelo jornalista Sérgio Rondino. Matarazzo falou sobre as limitações da rede hospitalar municipal, os desafios de gerir a cidade com a queda de arrecadação e a necessidade de investir na zeladoria de São Paulo.

Esta é a sexta entrevista da série “Diálogos no Espaço Democrático” – todas elas feitas por meio do uso de ferramentas de conferência remota – para tratar de temas relacionados ao coronavírus. O sociólogo Tulio Kahn falou sobre os modelos matemáticos utilizados para avaliar o avanço da contaminação no Brasil; o professor Marcus Vinicius de Freitas abordou o multilateralismo e a globalização após a pandemia; o cientista político Rogério Schmitt falou sobre as dificuldades do federalismo brasileiro; o economista José Roberto Afonso fez uma análise do mercado informal de trabalho; e o médico Yussif Ali Mere Jr, presidente da Federação e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo, tratou do impacto da pandemia na rede privada de saúde. As entrevistas podem ser vistas aqui.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!