Milhões sem trabalho e renda: que fazer?

Compartilhe
TwitterFacebookWhatsApp

CADERNO DEMOCRÁTICO

 

 

A pandemia de covid-19 travou a economia, deixou milhões de brasileiros sem trabalho, renda e até sem alimentos, contribuindo para aumentar ainda mais a enorme desigualdade social no Brasil. Contra isso pode-se lutar com algum auxílio emergencial, mas é absolutamente necessária uma ação conjuntural.

O diagnóstico é do economista José Márcio Camargo, personagem do mais recente Caderno Democrático, publicação editada pela fundação do PSD e já disponível para download ou leitura online no site. Intitulado “Milhões sem trabalho e renda. Como resolver?”, o fascículo traz a íntegra que Camargo deu ao programa Diálogos no Espaço Democrático, produzido pela TV da fundação e disponível em seu canal do Youtube. Ele foi entrevistado pelos economistas Roberto Macedo e Luiz Alberto Machado, pelo cientista político Rogério Schmitt e pelo jornalista Sérgio Rondino, organizador e âncora do programa de entrevistas e debates.

Segundo o economista, o Brasil precisa de soluções estruturais e permanentes para a desigualdade e o melhor caminho são os programas de renda básica condicionada. Camargo disse também que a pandemia, forçando o País pagar auxílios emergenciais à população, está levando-o também a debater de onde virá o dinheiro: “Isso é uma mudança importante na cultura orçamentária do País”.

  Publicações

  Para pensar