Pesquisar

tempo de leitura: 2 min salvar no browser

{ NÃO DEIXE DE LER }

Meteorito reforça tese de que água da Terra veio do espaço

Resíduos encontrados em Winchcombe, no sudeste da Inglaterra, trouxeram importantes informações para desvendar segredos sobre as origens do nosso sistema solar

Estudos mostram que a água representava até 11% do peso do meteorito.

 

 

Texto: Estação do Autor com BBC News

Edição: Scriptum

 

A queda de um meteorito na cidade de Winchcombe, no sudeste da Inglaterra, ano passado, pode ter trazido importantes informações para desvendar mais segredos sobre as origens do nosso sistema solar. A partir de uma primeira análise, os cientistas descobriram água em sua composição, que corresponde quase que totalmente com a existente na Terra.

O meteorito, considerado o mais significativo já recuperado no Reino Unido, deixou mais de 500g de detritos escuros nos jardins, calçadas e campos da cidade britânica. Os resíduos foram catalogados no Museu de História Natural de Londres e depois emprestados a equipes científicas em toda a Europa para serem estudados.

Reportagem de Jonathan Amos para a BBC News apresenta detalhes e desdobramentos da publicação dessa análise, que revela informações impressionantes.

Os estudos mostram que a água representava até 11% do peso do meteorito. Ashley King, principal coautor do estudo, afirma que todos os outros foram comprometidos pelo ambiente terrestre, enquanto que o de Winchcombe se diferencia por conta da rapidez com que foi recolhido. Por outro lado, Luke Daly, da Universidade de Glasgow, na Escócia, avalia que as novidades não devem parar de surgir. Afinal, a primeira análise dos cientistas, publicada na revista Science Advances, é apenas uma visão geral das propriedades do meteorito encontrado, e muitos outros artigos sobre temas mais específicos devem ser publicados em breve.


ˇ

Atenção!

Esta versão de navegador foi descontinuada e por isso não oferece suporte a todas as funcionalidades deste site.

Nós recomendamos a utilização dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.

Agradecemos a sua compreensão!